quarta-feira, 9 de julho de 2008

"Mulheres"

Somos bombardeados diariamente pelos meios de comunicação com todo o tipo de produto possível. Chamo de produto tudo aquilo que vende ou deixa-se vender.
A mídia vende a imagem da mulher perfeita. A moda dita as regras de como o corpo deve ser. Cá entre nós... Os parâmetros de beleza que nos oferecem estão praticamente fora do alcance da maioria das mulheres. Essa maioria que tem que cuidar dos filhos, da casa, do trabalho e ainda achar tempo para cuidar de si...
Nos vendem a mulher objeto. A mulher que só tem quadril, ou que pelo menos só é lembrada pelo tamanho dele. A mulher que sai nua em revistas masculinas. Vendem a mulher Samambaia, Moranguinho, Melancia, Melão... (Até parece feira)! Apresentam-nos mulheres que são mais valorizadas pela exposição de seus corpos do que pela personalidade que têm.
Não é de se espantar que hoje as mulheres sejam vistas como objetos. Foram vulgarizadas e reduzidas apenas a "corpo". Dão entrevistas que chegam a doer os ouvidos. Nem é mais necessário ter talento musical e afinação para lançar-se no mercado como cantora! Está certo... Se o produto existe é porque há quem o consuma. Há quem goste. Sempre há.
Mas sejamos realistas: Não importa se é Mulher Samabaia ou Mulher Melancia, Melão ou Moranguinho (quanta criatividade nesses nomes hein?), ou uma "Mulher Dona de Casa". A lei da gravidade um dia alcança todas. Tudo cai, a beleza passa e o que permanece são algumas rugas aqui e ali e claro, as nossas atitudes.
Infelizmente, em uma sociedade onde a mulher ainda tenta alcançar seu próprio espaço, há mulheres que buscam o caminho mais fácil, mais rápido e consequentemente mais fugaz. Elas estão por aí, dando os seus exemplos. Que ninguém os siga!

Que consigamos enxergar por aí mais "Mulheres Donas de Casa", "Mulheres Atitudes", "Mulheres Mamães", pois são essas que realmente fazem a diferença!

Um comentário:

Alexandre disse...

Muitos homens concordam com tuas palavras, pois a maioria adora ver esse festival de bundas e peitos na TV, mas na hora de procurar uma mulher para si, para casar, formar uma familia, a beleza externa nao é fator determinante.
Bjao Cris!